1 de julho de 2009

“Brasil-Moçambique” e a exposição sobre sal

“Brasil-Moçambique” e a exposição sobre sal Ainda está patente no Centro Cultural Brasil-Moçambique, em Maputo, a exposição fotográfica “Por um punhado de sal”. A mostra é composta por fotografias da autoria do brasileiro Chico Carneiro e de Helena Nunes e Fátima Serrão Gomes, de nacionalidade portuguesa, que ao longo de três meses fotografaram as salinas de Maputo, captando imagens cuja leitura ultrapassa a parte icónica, transportando igualmente uma mensagem poética e de carácter social. Helena Nunes colabora como fotógrafa no Instituto de Coração de Maputo (ICOR), tendo já participado em várias exposições fotográficas colectivas como por exemplo em 2002 em Bruxelas pelo Clube de Fotografia da Comissão Europeia e outra colectiva itinerante do Teatro Municipal de Vila Real. Por sua vez, Fátima Ferrão Gomes, que pertence ao Clube de Fotografia da Comissão Europeia, também já participou em algumas colectivas como por exemplo a da Photolife Reporters e outra do Museu Municipal – Núcleo Museológico do Sal na Figueira da Foz em Portugal. Relativamente a Chico Carneiro, que os moçambicanos conhecem mais como cineasta, com vários filmes realizados, também já participou no Brasil e em Moçambique em várias exposições fotográficas individuais e colectivas como a da Casa do Choro em Belém do Pará, no ex-CEB em 2002 em Maputo, em colectivas na Associação Moçambicana de Fotografia, assim como em Portugal na Figueira da Foz, intitulada, precisamente “Salinas”. Trata-se, segundo um comunicado do Centro Cultural Brasil-Moçambique, ontem enviado à nossa redacção, de uma exposição que vai certamente marcar algumas diferenças numa cidade que prima pela arte fotográfica e pelo respeitado fotojornalismo. Maputo, Quarta-Feira, 1 de Julho de 2009:: Notícias