3 de dezembro de 2009

Mediação sul-africana inicia contactos no Zimbabwe



Mediação sul-africana inicia contactos no Zimbabwe
A nova equipa de mediadores sul-africanos realizou esta semana os primeiros contactos, em separado, com o presidente Robert Mugabe, e com o primeiro-ministro Morgan Tsvangirai, com o objectivo de encerrar as disputas que ocorrem dentro do governo de unidade nacional no Zimbabwe.
Um porta-voz governamental informou terça-feira que o presidente Robert Mugabe se reuniu com a equipa sul-africana de mediação, no State House, em Harare, capital zimbabweana. Os mediadores incluem o presidente sul-africano, Jacob Zuma, e a conselheira para a política externa, Lindiwe Zulu.


Zuma, que não participou nos primeiros contactos com as autoridades de Harare, nomeou uma nova equipa na semana passada para assumir o papel de mediação regional anteriormente ocupado pelo ex-estadista sul-africano, Thabo Mbeki, que mediou o acordo de partilha do poder assinado no ano passado, que culminou com a criação do governo de unidade nacional (GUN).
Ao longo do processo, Mbeki enfrentou críticas sobre a sua "iplomacia silenciosa", considerada muito “branda” para os 85 anos de idade de Mugabe, que governa o Zimbabwe desde a independência do país em 1980.
Além dos principais líderes do Zimbabwe, o grupo ora criado também reuniu-se com os negociadores da ZANU-Frente Patriótica, do presidente Robert Mugabe, e do Movimento para a Mudança Democrática (MDC-T), de Morgan Tsvangirai, informou o porta-voz.
O governo de unidade nacional tem sido afectado por uma série de disputas entre as partes integrantes, que levaram já Tsvangirai a boicotar o Gabinete por um período de três semanas, em Outubro passado.
Líderes da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) analisaram o impasse numa cimeira realizada em Maputo, com o objectivo de ajudar as partes a resolverem as suas diferenças.
Entre as questões divergentes destaca-se a nomeação de altos funcionários públicos, que inclui o governador do Banco Central, o procurador-geral e os governadores provinciais.
A equipa de mediação sul-africana deslocou-se ao Zimbabwe em resposta à queixa feita por Tsvangirai, segundo a qual os acordos sobre o governo de unidade com o Presidente Mugabe não estão a ser devidamente implementados, tendo este solicitado a mediação.
Maputo, Quinta-Feira, 3 de Dezembro de 2009:: Notícias