4 de março de 2010

Cabo Verde comemora este ano, 35 anos de independência e 550 anos da descoberta


PR preside reunião para programar comemorações 35 anos independência e 550 anos da descoberta do arquipélago

A Comissão de Honra da organização que prepara as actividades para a celebração do 35º Aniversário da Independência Nacional e dos 550 anos da descoberta de Cabo Verde reúne-se hoje, pela primeira vez, para definir o programa das comemorações.

A reunião, presidida pelo chefe de Estado cabo-verdiano, Pedro Pires, sentará à mesma mesa um vasto leque de personalidades, que incluem o presidente da Assembleia Nacional (AN), Aristides Lima, e o primeiro-ministro José Maria Neves.

A Comissão de Honra, presidida também por Pedro Pires, integra também o presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), os dirigentes máximos de cada um dos partidos políticos com assento parlamentar e mais três personalidades designadas pelo Conselho de Ministros.

O Presidente da Comissão Executiva da Organização para as Comemorações dos 550 Anos da Descoberta de Cabo Verde e do 35º Aniversário da Independência Nacional (OCDI-550/XXXV) é, por inerência, a nova ministra do Ensino Superior, Ciência e Cultura, Fernanda Marques, empossada terça feira para o cargo anteriormente ocupado por Manuel Veiga.

O director de Gabinete de Comunicação da Presidência de República cabo-verdiana, Anatólio Lima, disse à Agência Lusa que a reunião destina-se a estabelecer "as linhas mestras de actuação" da organização, que receberá também as orientações para a concretização das actividades que assinalam as duas efemérides, ainda por conhecer.

Compete à Comissão de Honra apreciar e aprovar o programa das celebrações e que será materializado por uma comissão executiva que, além das cerimónias oficiais, terá ainda a incumbência de "apoiar a realização, por parte da sociedade civil, de outras cerimónias, celebrações e festividades de carácter cultural, histórico, desportivo e recreativo em todos os concelhos".

Cabo Verde celebra, este ano, os 550 anos da descoberta do arquipélago (Maio de 1460), os 35 da Independência Nacional (05 de Julho de 1975) e o primeiro aniversário (26 de Junho de 2009) do reconhecimento da Cidade Velha como Património Mundial da Humanidade.

Agência Lusa/Expresso das Ilhas
04 de Março de 2010