19 de fevereiro de 2012

Estendi o Olhar (Manuel João Cardoso, Dezembro 1999)


Estendi o Olhar


Neste mundo em mudança

dia após dia vão nascendo

vai morrendo em mim a esperança

de ver os homens se amando

e cada vez mais o ódio avança


vejo os homens em disputa

todos querem ter poder

é tão grande a sua luta

que a razão já ninguém escuta

vejo inocentes morrer


há altos senhores resolvidos

a impor à história o seu nome

e há também os desprotegidos

que vêem seus sonhos perdidos

e são tragados pela fome


vejo a sede do poder

envolta em hipocrisia

vejo as armas a crescer

vejo este mundo a morrer

por lhe fartar a harmonia


veria o mundo diferente

se meia dúzia de senhores

pudessem encher a mente

com sabedoria diferente

e deixassem de ser actores


vejo meu tempo perdido

sinto em mim impotência

estou cada vez mais convencido

que neste sistema onde lido

está imperando a demência


Manuel João Cardoso (Dezembro 1999)