25 de junho de 2013

Sul-africanos preparam-se para o pior em face das últimas notícias


Apesar do estado crítico, ainda há esperanças na melhoria de Madiba

Estado de saúde de Nelson Mandela agravou-se.

Entretanto, Makaziwe Mandela, umas das filhas de Nelson Mandela, diz que o pai está em paz, sugerindo que a família está a preparar-se para o pior e que tenta manter o momento no plano familiar.

Os sul-africanos estão a preparar-se para o pior, após informações de que o estado de saúde de Nelson Mandela se agravou, estando o estadista em estado “crítico”.

O antigo presidente está a ser tratado no hospital, desde 8 de Junho, devido a uma recorrente infecção pulmonar, avança o News24, na sua edição online.

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, voltou a falar, esta segunda, do estado de saúde de Nelson Mandela, referindo, numa conferência de imprensa, que o estado de saúde continua crítico, como na noite de domingo. “Estive ontem à noite no hospital. Fiz um comunicado sobre o que me disseram os médicos, que Madiba tinha tido alterações e estava em estado crítico. Que estavam (os médicos) a fazer tudo para lhe dar um bom tratamento, deixá-lo confortável, como têm feito”, explicou Jacob Zuma.

“Quando fomos lá, já era tarde e estava a dormir. Falámos com médicos, com a sua mulher, Graça Machel, e viemos embora. De resto, não posso dar mais detalhes, não sei o que se passa, não sou médico”, explicou ainda. Mas, de acordo com a presidência da África do Sul, “o estado de saúde do antigo presidente piorou nas últimas 24 horas e é agora crítico”.

Zuma disse, também, que Barack Obama não deverá cancelar a viagem que tem prevista à África do Sul, esta semana. Um encontro entre Obama e Mandela estava previsto, mas deverá agora ser muito complicado.

Mandela está em paz

Entretanto, Makaziwe Mandela, umas das filhas de Nelson Mandela, diz que o pai está em paz, sugerindo que a família está a preparar-se para o pior. Sublinhando, em entrevista à CNN, que tentam manter o momento no plano familiar. Makaziwe, filha do primeiro casamento de Mandela, com Evelyn, disse que a família faz o que fazem todas as famílias: “Levamos um dia de cada vez e rezamos. Tudo o que peço, enquanto filha, é que a sua transição seja suave. Ele está em paz consigo mesmo, deu muito ao mundo”.

Makaziwe insistiu no pedido de privacidade, perante a atenção de todo o mundo e do batalhão de jornalistas que já não larga o hospital de Pretória. “Não tivemos o nosso pai presente em grande parte das nossas vidas. Todos os minutos que temos com ele são aproveitados ao máximo. Espero que o mundo se afaste e nos dê espaço para estarmos com o nosso pai”, acrescentou.

Angústia e esperança

Em Joanesburgo, angústia e esperança vivem lado a lado. Várias são as pessoas que receiam pelo que possa acontecer ao país. “Espero que melhore. Mandela está nos nossos orações e esperamos que recupere”, referiu, esta segunda-feira, uma sul-africana.

Um sul-africano, por sua vez, adiantou: “Encontramo-nos numa situação terrível. Estamos a rezar para que recupere. Mandela é muito importante para nós e creio que sem ele vamos ficar numa posição muito difícil”. “Temo que se Mandela morrer venhamos a assistir a confrontos nas ruas, mas quero acreditar que vamos seguir em frente”, disse uma outra cidadã.

A população quer acreditar, e à semelhança do que aconteceu no passado, que o prémio Nobel da Paz supere mais este obstáculo.

O País, 25 de Junho de 2013